terça-feira, 16 de dezembro de 2014

O ano que vem...(11)



Tenho que admitir: Após o refugo de Marquinhos Santos, pensei; fudeu! O fantasma do Gílson Kleina rondou novamente, e eu já podia ver o Vasco tentando as mesmas soluções velhas e furadas de sempre.



Doriva passou pela minha cabeça, mas ele então havia aceitado o comando do Botafogo-SP, então não o considerei como alternativa. 




Sorte que essa camisa ainda desperta cobiça,respeito,admiração. Doriva não pensou muito e largou o foguinho de São Paulo para envergar a cruz de malta no peito. 80% de aprovação é o tamanho da esperança que a torcida deposita nesse jovem técnico e velho jogador que passou por todo lugar, até no Porto e Middlesbrough.



Seu ex-patrão não gostou muito. Disse que o futebol é antiético. É verdade, concordo com ele. Veja só; o Vasco em seis meses teve dois "sim" que viraram "não" após a palavra dada, Nesse caso, havia um contrato assinado e sabe lá quem vai arcar com a rescisão, mas fato é que Doriva largou um trabalho onde não havia como ter sucesso. Pensar que ele ganharia o paulista outra vez com outro pequeno é um tiro no escuro, e fatalmente após um campeonato ruim do Botafogo, que é um time ruim, ele seria esquecido. O que seria uma pena, pois Doriva é um técnico MUITO promissor.




O acerto com o Vasco é bom para todo mundo; para ele que assume um time grande, algo indispensável para uma carreira no primeiro escalão de treinadores. E para o Vasco, que acerta com um dos melhores treinadores que a sua verba pode pagar, e além do mais ainda com tempo de montar o elenco como quiser.




Fizeram uma balbúrdia sobre o pedido de Eurico sobre "jogar pra frente", tratando-o como um absurdo. Que piada! a coisa mais normal que existe é o presidente do clube contratar alguém para jogar como ELE quer. Não faz sentido contratar um técnico qualquer para jogar do jeito que o técnico quer. Na Europa isso é algo tão comum, que nem se comenta. Aqui, é motivo de falatório. 




E Eurico está certo! O Vasco é o time que revelou TODOS OS TRÊS maiores artilheiros do campeonato brasileiro; Roberto, Romário e Edmundo, Um time com esse tino para o ataque não pode ser retranqueiro.




Dito isso, é bem verdade que Doriva foi campeão com o Ituano apostando num 4-2-3-1 moderno, de contra-ataque rápido e defesa bem posicionada. Diga-se de passagem, ele tentou fazer a mesma coisa no Atlético Paranaense, mas não foi bem. Após oito partidas e um aproveitamento menor que 50%, foi sacado.




O problema é que lá, Doriva tentou adequar um elenco à sua tática e não o contrário. Aqui, o jeito é usar o conhecimento de mercado que ele diz que tem, e montar um elenco de acordo com sua tática. Algo que no Brasil, é raro. Aqui os dirigentes saem contratando e o técnico que se vire para montar um time com aquelo monte de atletas.




Por sinal, esse fim de 2014 está sendo uma temporada interessante para o mercado de transferências. Muita coisa já aconteceu, mas o "grosso" ainda vai vir. No virar do ano, uma grande parcela de jogadores estarão livres de contrato. Isso sem mencionar os que tem contrato, mas escolheram sair de seus times, como os órfãos da Unimed. 




O importante é o Vasco se manter com os pés no chão, pois montar um elenco que se pague é o melhor "reforço" de um time. Aproveitar os vários garotos promissores da base para formar o "backbone" do elenco, e complementa-lo com jogadores promissores que estão espalhados por aí. E se der para acrescentar dois ou três jogadores "de peso" para ter uma espinha-dorsal forte, melhor.




Quem quer que fosse o escolhido para treinador, teria essa missão, é bem verdade, mas logo após s anunciar Doriva, o Vasco anunciou também que quatro jovens vão para a pré-temporada em Pinheiral; Marquinhos do Sul, Yago, dois que já jogaram no time principal, Jonatas Paulista e Guilherme Costa.




E curiosamente, Doriva vai reencontrar no Vasco, dois comandados do tempo de Ituano; Anderson Salles e Rafal Silva.




--/+/--

inda na matéria de "reforços"... de jogador ainda NADA. Porém, a comissão técnica e departamento de futebol foram sacudidos, como era de se esperar.




Carlos Germano e Márcio Cazorla, goleiros daquele elenco fortíssimo do final dos anos 90 / início dos 2000, que treinavam os goleiros do Vasco, foram dispensados. Acácio foi ventilado como novo treinador, mas este hoje é comentarista de TV. Quem foi contratado é Flávio Tenius. 




Para quem não está ligado no nome... ele é "somente" o treinador de goleiros que "lançou" Jéfferson (do Botafogo, por enquanto, mas não por muito tempo), Renan (também do Botafogo), Júlio César (do Benfica), Artur (também do Benfica), Gomes (ex-Tottenham e atualmente no Watford).




Fico triste em "perder" Carlos Germano, mas é inegável que Flávio Tenius é um dos mais competentes profissionais do ramo. E após o ano que tivemos em 2013, a imagem de Germano enquanto treinador de goleiros ficou arranhada. Tínhamos três que não valiam UM, e dizem que foi ele quem "vetou" a contratação de Júlio César, (o careca) do Corinthians. Se pensarmos bem, aquele reforço talvez tivesse segurado o Vasco na série A.




Jorge Luiz, Sorato e Mauro Galvão, todos ex-jogadores do Vasco, também deixam o clube. 




Enquanto uns saem, outros chegam; o fisioterapeuta Alex Evangelista, ex-funcionário de Eurico e que estava no Santos, volta à SJ. Rodney Gonçalves, que também já foi ex-treinador dos juniores do Vasco, assume o Sub-20. Rodney é filho de Nílson Gonçalves, que assumiu as categorias de base do Vasco, outra vez.




E o nepotismo continua!




Mas calma lá! Nílson não era um dos laranjas de Eurico, juntamente com o Aremithas? Era sim!

http://www.old.pernambuco.com/diario/2001/06/08/esportes5_0.html




Que beleza em? 




--/+/--

Para fechar o post de hoje, já que não me interessa falar sobre especulações de reforços, quero chamar a atenção para as declarações do empresário de Éverton Costa.




Primeiro, na semana passada, ele disse que estava esperando uma posição do Vasco, e que se os médicos " o liberaram para jogar, era problema do Vasco". 




Agora, ele diz que "Se não acontecer o que estou esperando, o clube vai pagar muito caro. Vou até a morte pelo Everton". E que o Vasco "tinha um histórico ruim, vide o caso do Denner".




Amigo, você pode ir até à puta que te pariu pelo Éverton. Nada mais justo brigar pelo cara que você chupa o salário... agora, o problema do Éverton não é o problema do Vasco. O contrato de trabalho dele é com o Coritiba, e ele estava aqui emprestado num contrato de... empréstimo, claro.




Contrato esse que obviamente, não será renovado, afinal de contas, o cara tem um maldito marca-passo no peito!!


A opção de renovar ou não, é do Vasco, e que eu saiba, o Vasco prestou toda a assistência ao rapaz enquanto esse esteve afastado, inclusive honrando seus vencimentos mensais. (se "em dia" não sei)




Portanto, agora vá se acertar com o Coritiba! Seu problema médico não foi causado pelo Vasco, não é um "vício de trabalho", é um problema de ordem médica. Qualquer trabalhador seria encaminhado para o INSS, mas jogador de futebol se acha "especial", e no mínimo, esse cara quer sposentar o Éverton com salário vitalício pago pelo Vasco.




Empresário de jogador é um trabalho muito bom! Não é preciso se responsabilizar pela "mercadoria" que vende...


sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

O ano que vem...(10)



Não é mole não amigo, parece que todo castigo pra corno é pouco!


Após a primeira bola-dentro do Vasco este ano, anunciando Marquinhos Santos, horas depois o treinador deu pra trás e decidiu voltar atrás em sua palavra.

É muito estranho!

Em primeiro lugar, o Vasco ter anunciado sua contratação sem ter um documento assinado, um contrato, apenas confiando em sua palavra, assim como fez com Enderson Moreira. 

Isso, é por que o respeito "voltou" ! SQN

Sem segundo lugar, o que teria feito Marquinhos, desistir menos de 24h após o "sim" ? Será que esse problema de saúde na família, que ninguém diz qual é, não era sabido ANTES do "sim" ? Que raio de doença grave se manifesta em 24h? Se a doença já era de conhecimento prévio, por que diabos aceitou o Vasco em primeiro lugar para depois dar pra trás?

Não é suspeito?

COm este, já são três os treinadores com ligação forte ao Coritiba, a darem " a volta" no Vasco. Marcelo Oliveira, que assumiu em 2012 e não aguentou a pressão, Enderson que deu a palavra e depois mentiu dizendo que não, preferindo acertar com o Santos e ganhar mais,e agora Marquinhos.

Eu não acredito em coincidências!

PS:


"na quinta ele me ligou dizendo que não, que não havia nada acertado e que ele gostaria de continuar no projeto"


Presidente do Coritiba, sobre Marquinhos Santos.


Não havia nada acertado, Marquinhos? Então como você se desculpou com a diretoria por ter voltado atrás?

---/+/---

Como um peido pra quem tá cagado é merda pouca, Ricardinho que era a segunda opção, acertou com o Santa Cruz.

É mole ou quer mais? As atenções se voltaram, novamente, para Gílson Kleina. 

Eu já não quero Gilson Kleina. treinou o Palmeiras e Bahia em 2013, quase rebaixou o primeiro, e conseguiu no segundo.

Tudo bem que os times de Palmeiras e Bahia são umas merdas...mas e o nosso é muito melhor? 

Também se fala no Petkovic, Claudinei Oliveira, e no coelhinho da páscoa.

---/+/---

O Carlos Leite, que diziam que iria "ajudar" o Vasco (na verdade, ajudar a sí mesmo e o Vasco, no processo), até agora nada de botar um jogador aqui. Também, digo logo que, só vale se for FERA, titular. Refugo, não precisamos. Prefiro meter um garoto da base no time, que um merda qualquer.

Dizem que ele estava aguardando uma definição de treinador no Corinthians, para saber quem vai "sobrar" lá. O que já é estranho, nos dar os refugos, uma vez que ele tem jogador até na casa do caralho. Digo Souza por exemplo, servia-o melhor aqui do que no Sport....

Mas voltando ao Corinthians... Anderson Martins e Jádson andam na reserva por lá...

---/+/---

Matheus Índio. Um nome que desperta asco na maioria dos vascaínos, foi procurado pela diretoria e tentaram o seduzir a retirar ação que move contra o clube, e se desvencilhar do Santos.

Como se fosse mole isso tudo....

Seja como for, "futebol" é algo que uns dizem que ele tem, outros dizem que não. Já "caráter" é algo quase unânime que não mesmo.

Dispenso. Marquinhos, Iago, Renato Kayser, tá cheio de garoto na base que ao contrário dele, não caíram no conto do vigário.

---/+/---

Escuta essa: 

Sabem o Diogo Silva? Aquele frangueiro que ajudou a nos rebaixar? 

Pois é. Até hoje, Dinamite não havia depositada UMA parcela das 12 de 100 mil prometidas ao Nova Iguaçú. A justiça caba de determinar que, até que seja paga, todas as receitas do Vasco serão penhoradas em 20%.

Durma-se com um barulho desses! Um milhão e duzentos mil por esse cara.... depois os times não sabem porque estão na merda!








quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

O ano que vem…(9)


Joel is out!
E saiu xingando e reclamando de tudo. Não sei o por que, já que chegar em terceiro na série B dificilmente é argumento para uma continuidade.

JLM o comunicou da decisão, cara a cara, e mesmo assim ele insiste em dizer que foi uma “sacanagem”.

“Sacanagem” Joel, é você posar com aquela camisa. Sacanagem, é você justificar a fraca campanha, com os títulos que você conquistou lá em 190-e lá vai fumaça. Sacanagem é dizer que o clube estava “na lama, no esgoto”. Isso aqui é VASCO Joel. ESGOTO É A PUTA QUE TE PARIU!

Passar bem!

---/+/---

Marquinhos Santos is in!
Um dos treinadores mais promissores do Brasil, Marquinhos Santos vai treinar um time grande pela primeira vez, após salvar o Coritiba da série B.

Eu vejo essa mudança com bons olhos. Eu vivo cobrando a diretoria do Vasco (passada e presente) para pensar em algo novo, fora da caixa, e sair daquela mesmice de sempre. Portanto, sou obrigado à parabenizar Eurico dessa vez. Marquinhos é um treinador que mostra resultados com times limitados e aposta na base dos clubes. 

E uma base como a nossa, merece ser usada.


---/+/---


Mas, no mesmo dia que eu tenho que parabenizar Eurico, tenho que o criticar duramente outra vez.
A sala de imprensa Chico Anysio, um dos mais célebres vascaínos de sempre, vai mudar de nome, só porque seu filho, Bruno Mazzeo, apoiou Júlio Brant nessas eleições.

Me digam lá; o que o defunto tem à ver com isso?

É brincadeira! Que piada! Que falta de respeito!

PS: À tarde a assessoria de imprensa soltou uma nota explicando a situação:

http://www.netvasco.com.br/n/156020/em-nota-vasco-esclarece-que-chico-anysio-sera-homenageado-em-outra-sala-e-nega-retaliacao-eleitoral

Espero que mantenham a palavra.

---/+/---


A falta de respeito porém, não é exclusividade de Eurico. A Genro-Tur vai cobrar 1,6 milhões na justiça. Seu advogado? Alan Belaciano, advogado da chapa de Júlio Brant.
Vocês são todos uns sacanas! Só querem saber de grana no bolso e o Vasco que se FODA! Filhos das putas!

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

O ano que vem...(8)


Uma semana no poder, e até agora, ma maior novidade no Vasco, é a repaginada que o site oficial sofreu. Eu gostei, e você?

Rodrigo Caetano, dispensado por Eurico, não foi para longe, e parou na Gávea, fazendo jus ao cunho de "Profissional" que tem.

Eu respeito...na verdade eu não me IMPORTO com o destino de alguém que saia do Vasco, seja ele jogador, dirigente, técnico, enfim. Se não está no Vasco, para mim, morreu.

Mas gostaria de saber como é sair do Vasco, e ir diretamente para o Flamengo, time que nos roubou um título que ele mesmo, Rodrigo Caetano, cansou de dizer isto. Não é nem um pouco desconfortável? Dane-se? O Vasco que se foda? 

Normalmente desejo boa-sorte à quem se vai, mas nesse caso, desejo tudo de pior para ele e seu time.

---/+/---

Nada de contratações, por hora. Situação nada confortável para um time que perde 13 atletas numa tacada só, fora quem decidir sair.

Mas, como podemos contratar, se até mesmo o técnico não foi definido? Muito se fala que Joel vai sair, mas ele vai ficando, ficando, ficando... isso pra não dizer "posando com a camisa do rival".

Na atual situação, eu nem me importo que NÃO contratem ninguém. Time tá na merda? Segura a onda, enche o elenco de garotos e vai disputar o carioca, que não serve pra nada mesmo. Não disputaremos a sul-americana nem libertadores, então, o ano só começa mesmo em Maio, por mim podem muito bem só contratar nessa altura e até lá montar uma base com o que já temos aqui ( que aliás, era o que deveria ter sido feito em 2014, mas uma vez mais, desperdiçamos um ano inteiro de trabalho)

Mas, não foram eles que disseram que o Vasco ia se reforçar para brigar pelo carioca? Então não façam promessas vadias!

Eu sou a favor da verdade. Digam logo: "Estamos na merda, atolados até o pescoço, não tenho dinheiro pra contratar então não me venham encher o saco!"

Eu não tenho o mínimo de fé, nessa diretoria pensar em algo novo. Algo fora da caixa, algo que possa estabilizar o Vasco como um clube grande que é. Vejo a mesma diretoria amadora, falastrona, e retrógrada de sempre, e torço muito para queimar a língua, mas não acho que vá.

Já são 13 anos de manchetes do tipo "sem dinheiro pra contratar". Oito com Eurico, seis com Dinamite, e até hoje, vejo o Vasco cometendo os mesmos erros de dez anos atrás que nos enfiaram nessa merda que estamos.

Estamos sem dinheiro? Então vamos pensar em coisas novas! É na pindaíba que surgem as oportunidades, a disposição em pensar fora da caixa, a liberdade de fazer algo que não necessariamente agrade o torcedor, mas que vai nos beneficiar no longo termo.

O torcedor que que o Vasco contrate grande, com dinheiro que não tem, como essa manchete mostra:

http://www.netvasco.com.br/n/155925/torcida-do-vasco-espera-por-contratacoes-de-peso

Só que como se contrata medalhão, sem grana? Com que dinheiro? Na base do "Pago, não devo, pagarei se puder"? Foi essa mentalidade que nos enfiou aqui.

Está na hora de fazer outra coisa; "contrato oque posso pagar, faço o melhor uso disso, mas pago em dia e invisto no meu clube"

Quem aqui já viu "Moneyball" ? Pois é. É aquilo que o Vasco tem que fazer, procurar jogadores baratos, feios, largados, renegados em outros clubes, mas que nos rendam o máximo de desempenho por um mínimo de dinheiro. É nesse batente que clubes pequenos do sul estão trabalhando à anos, e a consequência é que já são quatro na primeira divisão. Com salários em dia, estrutura de trabalho e sem grana retida no governo.

A mudança é sempre traumática e vai desagradar o pessoal que acha que só craque ganha jogo, mas, nem que isso custe alguns anos de austeridade, de resultados ruins e parte de baixo da tabela, depois os resultados chegam. 

Porque senão, vai ser mais três ou seis anos de salários atrasados, times ruins (que ficam ainda piores se não receberem seu salário) e no final das contas, voltaremos ao mesmo lugar em que estamos hoje. Chega de andar em círculos!


segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

O ano que vem... (7)


Acabou o brasileirão.


Diferente do sofrimento do ano passado, o torcedor vascaíno nem deu bola à essa última rodada. Arrisco a dizer que 90% deles nem mesmo assistiram UM jogo desse fim de semana.


Nós estamos de saco virado com o futebol. O Vasco já nos cansou o bastante, para à essa altura, estarmos olhando o time dos outros.


Palmeiras, para o delírio de uma parte de nossa torcida, se salvou. Já eu, não dou a mínima para o Palmeiras. Dizem que o palmeiras é um time "amigo" do Vasco, mas me digam uma única vez onde eles nos fizeram alguma coisa por nós? Portanto... dane-se o palmeiras, que é um time tão, ou ainda mais bagunçado que o Vasco. No máximo, eles tem que nos servir de exemplo do que NÃO fazer, assim como o Botafogo.


Já Vitória e Bahia, caíram, e vão fazer grandes jogos com o Botafogo ano que vem =D LOL


Mas vejam só que curioso; o Vitória, com 38 pontos, é o pior 17º colocado da história dos pontos corridos. E ano passado, caímos com 44.

---/+/---

São Paulo e Cruzeiro já mostraram que 2015 já começou na prática, ambos anunciando seus primeiros reforços para a próxima temporada.


Enquanto isso, no Vasco...

...nada ainda!


Aqui, sabemos como a banda toca. Todo tipo de jogador e técnico é especulado, até mesmo absurdos como Mano Menezes e um tal mexicano aí.


A especulação que mais vai ganhar corpo, é uma possível volta de Marlone, que acaba de deixar o Cruzeiro, campeão nacional.


Tivesse permanecido no clube que lhe fez de TUDO, teria sido titular na série B e quem sabe se desenvolvido como jogador e hoje estaria "pronto".
Mas não, preferiu esquentar banco no Cruzeiro, a filial do Vasco. Agora, os investidores que pagaram a rescisão dele com o Vasco, terão que procurar outro time para enfia-lo.


Que isso sirva de LIÇÃO ao Marlone. Ás vezes você tem que dar um passo pra trás, para logo depois dar dois passos à frente, e que ir no papo de empresário é a maior mancada. Empresário está aí para ganhar a maior quantidade de dinheiro na menor quantidade de tempo possível, e a carreira dos seus jogadores vem apenas no segundo plano.


A prova do desespero desses caras, é que o Cruzeiro nunca pagou UM CENTAVO pelo Marlone, e ainda assim eles preferiram perdoa a dívida e leva-lo pra outro lugar, do que receber um qualquer por ele.


Hoje, talvez o Marlone ao invés de ilustre desconhecido no Cruzeiro, poderia ter sido protagonista no Vasco e acabar o ano valorizado...

Seja como for, as chances dele voltar são nulas.

---/+/---

Aqui, O Zé do Táxi ainda está pensando. Em suas palavras ; " Todos as contratações terão de ser avaliadas, não adianta trazer e não ter salário em dia."



Ok, muito justo. É isso mesmo, tá certo. Mas, com 1,6 milhões à menos na folha salarial em comparação com a deste ano, ainda não deu para pensar em nada?


---/+/---


Por falar em "folha salarial", vale lembrar que, no momento, a nossa se compara à do Bahia. Que caiu.


Certo mesmo, é que Kléber, aqui, não fica, já que encerrou seu contrato com antecedência. Só que, no Grêmio, como Felipão avisou, ele não joga.

Que moral, em Kléber?! 

---/+/---

Por outro lado, um jogador que, ao contrário de Kléber, fez muitos gols e gosta do Vasco, já pediu por três vezes que seja renovado seu vínculo com o clube, e nada ainda.

Fica, Edmílson!

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Nada ainda, aqui também.


Ontem li um post interessantíssimo no Blog do Flávio Gomes, e achei curioso como aqui a situação se relaciona.

No Vasco, também, nada ainda. Tem time de série A, cujo campeonato ainda não acabou, que já está tratando de contratar para 2015.

O Vasco, que terminou suas obrigações antes, por hora só falamos do lado do Maracanã, conluio, piscina de São Januário, mas jogador que é bom, NADA AINDA.

O que é curioso, visto que, nada menos que 13 atletas tem seus contratos se encerrado e não devem ficar, para não mencionar outros que serão dispensados mesmo com contrato correndo, como Kléber. 

"Ah, mas só dia 3 o Eurico assumiu, nem tinha gerente de futebol ainda! dirão alguns....

PORRA, calma lá! Então essa diretoria que disputou as eleições, não estava preparada para fazer NADA assim que assumisse o Vasco? Só para tirar fotos de São Januário?

Como diria minha vózinha; o último porco que chega na lavagem, só encontra água. O Vasco não tem grana, vive um momento conturbadíssimo, não tem condições entrar em leilão por ninguém... então o lógico seria chegar nos jogadores que se destacaram esse ano ANTES dos outros, para quem sabe convencer esses caras, tipo o Patrick do Goiás, a assinar antes de ouvir propostas maiores que a nossa que fatalmente virão.



quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Posse


É, isso mesmo; "tomou posse", no sentido de propriedade mesmo. Afinal de contas, essa merda é o playground dele.

Em 24h, ele já acusou um advogado e o ex-presidente de "conluio", abrindo uma brecha para mais um processo onde no fundo quem se fode é o Vasco, e meteu a boca no trombone pra dizer que o Vasco NÃO joga no Maracanã, a menos que a torcida seja alocada no lado direito, onde sempre ficou.

As euriquetes devem ir à loucura com essas bravatas. Terem verdadeiros orgasmos!

Mas a verdade é que você não acusa ninguém sem provas, por causa de uma suspeita, muito menos um advogado que tem dinheiro à receber DO VASCO! Com documentação, ao contrário da dívida do Zé do Táxi!!!

E também não se afirma categoricamente, que o Vasco vai se abster de jogar no Maracanã por causa deste detalhe. Afinal de contas, o que o Vasco tinha de direitos com o Maracanã, acabou quando o Maracanã veio abaixo. O estádio que lá está, pode se chamar maracanã, ficar no Maracanã, parecer o Maracanã...mas NÃO É O MARACANÃ. Esse estádio é outro, foi construído com dinheiro público, e entregue à um consórcio privado por uma quantia de 700 milhões por um período de 35 anos. E ao contrário do Fluminense, o Vasco não tem contrato nenhum com esse estádio.

Por mais que eu concorde que é um absurdo o que esse consórcio fez, cagando em cima de um direito que o Vasco conquistou e fez valer nos últimos 60 anos, não dá para dizer uma coisa dessas. Vale o que está escrito, e esse direito não está escrito em nenhum lugar no "novo" Maracanã. 

Portanto, vindo de um advogado, são colocações burras. Vindas do presidente do Vasco, são inconsequentes e motivo de chacota. 

Então, como fica aquele papo de "o respeito voltou?" Porque em 24h ele já conseguiu ser motivo de piada duas vezes....

Daqui a pouco ele perde essa ação que o advogado vai certamente mover contra ele, o Vasco assim como foi antes, vai ser obrigado à jogar no Maracanã (afinal não pode mandar clássicos em São Januário!) e ele vai ser obrigado à engolir suas palavras, e aí como que fica?

---/+/---

Mauro Galvão deixou o Vasco. Será substituído por alguém que tem muito mais currículo e moral que ele (Só que não.) ; seu filho, Álvaro, que não faz muito tempo, disse que não tem essa de coração dividido, era do Olaria! 

Nunca vi um clube tão déspota como o Vasco. É impressionante! Nem a máfia leva esse tal de "Cosa Nostra" tão à sério!

Sorato e Carlos Germano já estão na mira também. Afinal, tem muitos parentes e cupixas para se dar uma boquinha.

--/+/--

Num assunto não-relacionado, este blog gostaria de fazer sentir seu pesar pelo falecimento de Adriana mandarino, filha do ex-vice presidente de futebol, José Hamilton Mandarino, com a certeza de que não pode haver pior dor que perder um filho.

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

O ano que vem...(6)

"O Rio parou no tempo"

Todo carioca que acompanha futebol sabe disso. Qualquer outro centro futebolístico do país tem seus principais clubes com a vida mais ou menos acertada, um centro de treinamento, e infra-estrutura mínima para um clube de futebol.

Basta dizer que Santa Catarina, outrora irrelevante para o futebol nacional, hoje, tem MAIS clubes na série A ( Joinville, Chapecoense, Figueirense e Avaí) do que  Rio, que apenas contará com três, já que o Botafogo volta à segundona.

Não é que a água de Santa Catarina é mágica e dá super poderes aos habitantes de lá para jogar bola. Eles fazem algo muito simples; Tem um mínimo de estrutura e pagam em dia.

Quem disse aquela frase lá em cima, não foi nenhum joão-ninguém não. Foi Ramon. Aquele mesmo! Hoje, diretor do Joinville.

Tem gente que acha que esse tal de "profissionalismo" é modinha passageira, e invenção da televisão. Esse tipo de gente é o culpado do estado de decadência do futebol do Rio, que em sete anos já tem três rebaixamentos. Quatro, se contarmos que o Flu CAIU ano passado e foi resgatado do abismo naquele fatídico e investigado "caso Héverton".

"Ah mas também tiveram três títulos nacionais" dirão alguns. Sim, e à que custo? O time que ganhou duas vezes é o mesmo que hoje, deve VINTE meses de direito de imagens ao seu principal jogador. É o mesmo que caiu ano passado, é o mesmo que, sem a patrocinadora por trás,  fecharia as portas. A cada ano o Fluminense piora, e não por coincidência, a Unimed aperta mais o cinto.

É claro que NADA supera o talento. Para alguém ser campeão brasileiro, basta contratar 11 bons jogadores. O "temível" Cruzeiro, em 2013 comprou "Deus e o mundo", fez um salseiro danado e meio que nas coxas, o mesmo time que flertou com o rebaixamento pouco tempo antes, formou uma baita equipe que se sagrou bi-campeã brasileira semana passada. O mesmo pode se falar de ambos os títulos do Flu e do urubu.

Mas, e quando falta a grana pra isso?

Aí meu amigo, a coisa aperta. Não adianta contratar um baita jogador, e não pagar em dia. Porque simplesmente ele não joga. Já vimos times se sagrarem campeões com salários atrasados, mas isso é uma exceção à regra, no longo-termo, é justamente o oposto. Times com qualidade no papel, não alcançam seus objetivos.

E vamos falar de CT?

Qual é o único time do Rio com estádio próprio? Ele mesmo. Onde o Vasco treina? No CFZ... 

CFZ fica num local apropriado, Recreio dos Bandeirantes (onde este que vos fala reside), e os jogadores em pouco tempo em seus carrões chegam lá. Coisa que muita gente no Brasil não pode dizer o mesmo, inclusive eu que descambo do Recreio pro centro todos os dias....

...mas no CFZ falta estrutura. Não basta ter dois campos, é preciso uma academia, acomodações, etc. 

A solução seria, ou voltar ao Vasco-Barra, que eu não faço ideia de como anda hoje, ou construir um local próprio. A prefeitura deu o terreno, que é o principal, em Vargem Grande (que fica a dez minutos da Barra), mas cadê que Vasco e Botafogo se coçam para começar as obras? Até o Flamengo tem um CT, bem ou mal. O Fluminense não, mas o Fluminense faz algo mais simples; treina nas laranjeiras e joga no Maraca. Coisa que o Vasco não poderia fazer, já que é situado em São Cristóvão, muito longe da Zona oeste/Sul, onde os jogadores residem.

Aí vocês comparem essa situação dos times do Rio, à do Cruzeiro ou do Galo. Nem precisam ir tão longe, comparem com os times de São Paulo. Comparem com os times de Santa Catarina, que eu citei antes, e aí a gente começa a entender os motivos do futebol carioca estar indo pelo ralo.

---/+/---

Como eu já havia dito, Eurico vai se cercar dos mesmos que já chuparam nas testas do charuto no passado. Angioni acertou sua saída do Flu, onde recebia 150 mil por mês, para voltar o Vasco que, teoricamente vai lhe pagar metade, mas em dia (será?!) [ vejam só vocês!].

Mas, isto não quer dizer que Isaías Tinoco seja carta fora do baralho. Afinal de contas, Isaías estava lá votando no charutão.
Anotem aí, Isaías vai achar uma boquinha em São Janú. Nem que seja na base.

BASE, aliás, que vai ser entregue de bandeja para o Euriquinho!

Me digam uma coisa: No mandato Eurico quantos jogadores o Vasco revelou? Digam o que quiser do Roberto, e eu concordo com tudo, mas hoje temos atletas em TODAS as seleções de base, e pelo menos meia dúzia de garotos no plantel principal; Thalles, Jordi, Lorran, Luan, Jomar, Marquinhos, Iago...

A base, o bem mais preciso do Vasco, e único pilar de salvação para os tempos de penúria, vai sair das mãos do Mauro Galvão, profissional respeitado e reconhecido no Brasil inteiro, e ser entregue à alguém cujo único item no currículo, é ser filho do presidente.

Isto para alguém que cansou de criticar Dinamite por usar os serviços do Genro e sua agência de turismo! Que PUTA coerência!!!!!





segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

E daí?

No apagar das luzes em seu último mandato, Eurico assinou uma confissão de dívidas do Vasco, perante José Luís Moreira, o Zé do Táxi, ex vice de futebol e futuro vice de futebol, no valor de 4 milhões.

Dinamite contestou. Entrou a justiça para investigar esses valores.

Hoje, seis anos depois, a sentença é desfavorável à Zé do Táxi. A juíza alegou que alguém com um patrimônio líquido de 1.600,000 reais, não poderia emprestar 4 à um clube de futebol. Ainda mais sem documentos que comprovem isto. Alega ainda que isto é algo suspeito de lavagem de dinheiro.

Aí eu pergunto: E daí?

Zé do Táxi não vai reaver essa grana agora?

Esse é o Vasco. Um clube cujo presidente já foi condenado à devolver 3 milhões, e o vice de futebol, tem uma confissão de dívida assinada pelo mesmo cara que está botando ele de volta lá, indeferida pela justiça.

Aonde vamos parar?




Não tão garoto Dinamite, apaga o pavio em São Januário.






"Garoto-dinamite explodiu"

Esta foi a manchete do Jornal dos Sports em 25 de Novembro de 1971, quando o "Calu" deixou o velho apelido para trás para virar "Roberto". "Roberto Dinamite",


São 784 gols como profissional, sendo 708 pelo Vasco.


36 títulos com a Cruz pátea no peito.


1.110 jogos pelo Vasco (recorde), ao longo de 22 temporadas entre ida e volta. Maior Artilheiro em Campeonatos Brasileiros: 190 gols, maior artilheiro do Campeonato Carioca: 279 gols, maior artilheiro em São Januário: 184 gols.


Números impressionantes da carreira de Dinamite, um dos maiores jogadores da história desse país, e o maior ídolo deste clube, e que hoje, despede-se do seu período na presidência.


Quero acreditar que seu período no comando não haverá de ficar marcado apenas pelos rebaixamentos. Entre 2011 e 2012 vivemos um ótimo período, ganhando a Copa do Brasil, vice do brasileiro e caindo apenas das Semis da Sul-Americana para aquele que viria a ser campeão e quebrando o recorde de tempo ininterrupto no G-4.


Contudo, as coisas são como são. Quando Roberto chegou, o Vasco era um dos únicos que jamais haviam caído, e quando sai, o fizemos duas vezes. O tempo vai dizer se Eurico vai fazer melhor ou pior. 


No mais, desejo saúde e felicidade à Roberto. Fico na torcida para que nunca mais seja expulso da casa que ajudou a cobrir de glórias, e que fora do comando, possa ajudar o clube no que for possível.